Enquetes

Na sua opinião, qual a chance do Brasil levar o terceiro lugar nesta Copa do Mundo?





Ver Resultados

Loading ... Loading ...

Nordeste: “a menina dos olhos” do mercado imobiliário

Engana-se quem imagina que vamos falar mais uma vez sobre os programas de incentivo à construção de novas moradias às pessoas menos favorecidas do nordeste. Tampouco sobre a falta de estrutura para investimento no setor da construção civil – pelo contrário, a região nordeste é atualmente foco de grande especulação por parte de investidores estrangeiros.
Bilhões de dólares estão sendo investidos na região nordeste, capital este vindo de empresários estrangeiros que apostam no local como ícone de lazer, turismo e tranqüilidade no vasto território brasileiro.
Muitos consórcios já estão a todo vapor, focados na construção de resorts, hotéis e outras tantas oportunidades que incrementam o lazer e o turismo da região. Países como Marrocos, Tailândia e México já viram em seus territórios esta explosão de dinheiro vindo de outros países com foco no turismo regional – fato é que este movimento rumo ao norte brasileiro é reflexo da explosão e falta de espaços em capitais como Rio de Janeiro e São Paulo – que são destinos turísticos já “carimbados” no passaporte de quem deseja visitar e conhecer o Brasil.
A procura por imóveis em São Paulo continua grande, com tendências de construções menores do que o habitual e atendendo uma nova fatia de mercado que são as pessoas agraciadas pelo programa “Minha Casa, Minha Vida” do governo federal. O que muda é que agora a região nordeste goza de uma grande oferta de empregos no setor da construção civil, e já prepara seu terreno para oportunidades de trabalho na área do turismo, comunicação e administração – que serão necessários para colocar em prática este novo setor que nasce “Brasil-acima”.
Boas estradas, condições de saneamento básico, e recursos humanos capacitados serão necessários para que todos estes empreendimentos e investimentos sejam colocados em prática. Sem o incentivo do governo e o aperfeiçoamento da própria população, nada disso se tornará realidade. As expectativas são para que os primeiros empreendimentos estejam prontos até o final de 2013.

Print Friendly
Compartilhe com seus amigos

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *


nove − = 5

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>



Valide aqui sua certidão
de regularidade

Validar

Publicidade