fbpx

CRECIPB prorroga suspensão do pagamento de jetons e diárias até 31 de dezembro

26/05/2020

O CRECIPB prorrogou até o próximo dia 31 de dezembro a suspensão do pagamento de jeton aos conselheiros convocados e que participem de reunião de sessão plenária que ocorra de forma virtual e/ou presencial, bem como o pagamento de diárias para diretores, conselheiros, assessores, colaboradores, membros de comissões, delegados e empregados.

Portaria nesse sentido foi subscrita pelos diretores presidente e secretário Rômulo Soares e Fabiano Cabral, na qual foi levado em consideração o momento de pandemia da Covid-19 e o princípio da economicidade, voltado à manutenção do equilíbrio financeiro entre a receita disponível e a provisão de saldo suficiente para suprir as despesas, manter as atividades essenciais e toda a estrutura do Órgão em regular funcionamento.

Também foram levadas em consideração recomendações do Cofeci, através de reunião virtual de presidentes de Creci’s, para que os Regionais adotassem medidas excepcionais para superar as dificuldades financeiras. Na ocasião, suspensões nesse sentido foram tomadas até o mês de junho, entre outras ações.

Medidas anteriores à pandemia

Já no início do ano, antes mesmo da ocorrência da pandemia, o Conselho já havia adotado outras medidas de contingenciamento de despesas, a exemplo do fechamento das Delegacias nos municípios de Conde e Santa Rita, e a suspensão das atividades nas Delegacias de Patos e Cajazeiras, devido à crise econômica, agravada pela pandemia do coronavírus.

Temporariamente, a Sede, em João Pessoa e a Delegacia de Campina Grande estão funcionando em regime de plantão, com atendimento presencial, das 14h às 18h, de segunda a sexta-feira, onde foram montadas estruturas adaptadas, com adoção de medidas preventivas de ao contágio e propagação da Covid-19.

Dentre elas, distanciamento, disponibilização de dispensadores de álcool gel e utilização de equipamentos de segurança individual, como máscaras, pelos funcionários, tudo visando atender aos corretores de imóveis e representantes de empresas imobiliárias, com cumprimento às normas recomendadas pela Organização Mundial de Saúde.


Voltar