• João Pessoa

    (83) 2107-0406

  • Campina Grande

    (83) 3321-6969

  • Patos

    (83) 3421-2924

  • Cajazeiras

    (83) 3531-2329

Solenidade marca entrega de carteiras a novos corretores de imóveis

13/04/2017

O mercado imobiliário paraibano ganhou mais 135 corretores de imóveis. A solenidade que marcou a entrega das carteiras profissionais ocorreu na noite de ontem no auditório do Senac, em João Pessoa. Na ocasião, foram entregues certificados a sete imobiliárias pessoas jurídicas. Antes, houve uma apresentação da Joffer Construtora pelo publicitário e corretor de imóveis Rayner Borba.

A mesa dos trabalhos foi composta pelo presidente do Creci-PB, Rômulo Soares, pelo 1º e 2º vice-presidentes Garibaldi Porto e Lamarck Leitão, pelo diretor-secretário Edson Medeiros, a 2ª tesoureira Roseli Cavalcanti e o diretor de assuntos pedagógicos, Everaldo Seixas.

O juramento em nome dos novos corretores de imóveis foi feito por Mineias Paulo da Silva, Creci nº 8329 e a saudação em nome dos homens coube a Raimundo Nonato Fernandes )Creci 8376) e às mulheres a Gilvânia Barbosa da Silva, enquanto às empresas imobiliárias a Tibério Lucena, responsável pela Viabilizar Gestão e Administração de Propriedade Imobiliária.

Na próxima quarta-feira a entrega de carteiras se dará às 16h00, na cidade de Cajazeiras, nas dependências do Arena Society (próximo à área de convivência Frei Damião) e será marcada pela entrega do documento a 16 novos profissionais e o agradecimento caberá à corretora de imóveis Danielle Nascimento de Morais.

O começo de tudo

“O respeito e reconhecimento à profissão, criada e regulamentada por lei, começam pelo registro no Conselho de classe. Somente através dele, é possível o exercício das atividades em todo o território nacional”, destacou o presidente do Creci-PB, Rômulo Soares.

Rômulo lembrou que esse ato de consciência e ética assegura aos novos profissionais, valorização da categoria e fortalece o Órgão no desempenho das suas atividades fim de fiscalização e registro, bem como de programas voltados à constante capacitação e qualificação. E advertiu aos que não efetuam o registro, que ao exercerem ilegalmente a profissão, estão sujeitos às penalidades legais.

 

 


Voltar